Qualidade

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Fundamentos da Qualidade

Discorrer desde as origens da Qualidade nos tempos antigos, passando pela revolução industrial até a moderna. Observar através da ótica dos Gurus da Qualidade como Deming e Ishikawa, como a Qualidade deve se comportar no mundo capitalista moderno.

-Origens da qualidade e da ISO

-Tendência da qualidade moderna e sua inteiração com os sistemas da qualidade:ISO9001/14001/18001/TS16949

-Gurus da Qualidade

-Introdução à Norma ISO9001

34h

Gestão Empresarial

Através da ótica de Taylor, Maslow e Fayol, assim como outros gestores de empresas, como a Qualidade enquadra-se no contexto moderno. Atentando nas práticas de administração e custos que marginam a gestão empresarial.

-Fayol e Taylor

-Caso real  de Objetivo da empresa: a Protec será o banco e a equipe fará a gestão empresarial

-Missão, visão e objetivos.

-Planejamento (estratégico, tático e operacional) e seus inter-relacionamentos.

-Funcionamento e o inter-relacionamento das várias áreas das organizações: Recursos Humanos, Marketing, Produção, Patrimônio e Seguros

36h

Leitura Interpretação de Textos

Na fabricação de uma relatório e confecção de comunicados aos setores de apoio dentro de uma empresa, o técnico deve conhecer as regas de elaboração e comunicação de nossa língua

- Regras de redação e relatórios

- Regras de ortografia

- Clareza e fluência

- Descrição dos textos

- Casos reais de confecção de relatórios

36h

Matemática

As Quatro Operações Fundamentais: Números Decimais; Números Relativos; Frações Ordinárias; Potenciação; Radiciação; Operações Algébricas; Equações do Primeiro Grau e do Segundo Grau; Equações do Primeiro Grau; Proporcionalidade; Relações Trigonométricas.

-As Quatro Operações Fundamentais

-Números Decimais

-Números Relativos

-Frações Ordinárias

-Potenciação

-Radiciação

-Operações Algébricas

-Equações do Primeiro Grau e do Segundo Grau

-Inequações do Primeiro Grau

-Proporcionalidade (casos reais de inventário)

 

Obs: A matemática da qualidade é voltada à estatística para controle de produção .

36h

Normas ISO e Normas de Segurança do Trabalho

Abordar as normas da ISO,como ISO9001, ISO14001, ISO800, ISO/TS16949, OSHAS18001, fazendo entender o aluno as normas que envolvem as atividades de uma indústria moderna, assim como dar o entendimento primário em caráter de entendimento a essas normas

-Abordagem das normas:

-ISO9001

-OSHAS18001

-SA8000

-ISO14001

-ISO/TS16949

-QSSMA

- Abordagem das NR’s.

- SESMT

- CIPA

- PPRA

- PPR

- Abordagem do Sistema Integrado ISO9001 e OSHAS18001

-Abordagem das documentações relacionadas (utilizar como padrão o sistema automotivo)

 

 

36h

 

SUB-TOTAL

178

 

 

 

  

 

 

 

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Metodologia do Projeto

O aluno irá entender como realizar o seu projeto e todas as metodologias adequadas a conclusão de seu curso.

 

-Diagnóstico

- Estruturação

- Execução / Apresentação do Projeto

- Apreciação / Avaliação

36h

 

 

 

Auditoria Interna da Qualidade

Entender a função de Leader Assessor, através da organização, configuração da atividade, cronogramas de auditorias internas de processo e sistemas, assim como entender a normas ISO9001 em comparação com a atividade de auditor

-Processo de Implantação e função da Consultoria

-Aplicação da ISO10011 Auditores Internos.

- Postura e Função do Auditori

-ISO9001:2008

-Itens:4.2.2 / 4.2.3 / 4.2..4 / 5.3 / 6.2.2 / 8.2 / 8.3 / 8.5.2 / 8.5.3

-Planejamento e Check list

-Vocabulário Auditoria Interna

44h

Supply Chain

Entender a relação entre a Qualidade e o Setor de Logística de uma empresa. Para saber as competências de mapa de produção e todas as nuances de uma administração de produção escondidas dentro das atividades logísticas

-Gargalos viários no Brasil (logística nacional)

-Condição Logística Mundial (logística internacional)

-Modais de transporte

-Cadeia de abastecimento

-Logística de Produção: controle e mapeamento

 

Obs: Em todas as abordagens existe a relação entre a função Qualidade com a função Logística, principalmente relacionada á mapeamento e controle de produção.

40h

Administração da

Produção I

Partindo do princípio de administração e logística de produção interna, as relações de comando e controle de produção como PCP,o técnico da qualidade não deve ficar perdido ou alheio aos movimentos restritivos e gargalos da produção

-Configuração Empresarial (funções dos departamentos)

-Cadeia Logística de Produção (terceirização outsourcing, ERP, MRP I – II – III)

-PCP e PCM (mapa de produção)

-Relação entre Produção e Sistema da qualidade.

-Introdução à  Teoria das Restrições e Recurso Gargalo e Não Gargalo

 

40h

Metrologia

Saber e entender como funciona uma medição e controle de calibração de uma empresa é importante ao técnico da qualidade reconhecer meios de medição como paquímetro ou micrômetro

- Sistema de calibração ISO9001

- Sistema de calibração ISO/TS16949 - MSA

- Transformação de Milímetros para Polegadas e inverso.

- Linhas de centro, linhas cheias, tracejadas, plano, perfil, elevação, arestas, hachuras, etc...

- Interpretação de Desenho

-Medição com paquímetro e micrômetro

-Conhecimento: trena, régua, etc...

 

40h

Ferramentas da Qualidade I

São os elementos básicos para que possa haver uma correção e prevenção dos pontos de ajuste de um processo de produção ou sistema da qualidade. Para isto o técnico há de conhecer e saber multiplicar tal conhecimento.

- 5W2H

- 6M

- MRPG

- MASP

- 5S housekeeping

- 8S behaviour-keeping

-Meticulosidade e 5 Porquês

- PFOA

- PDCA

- FMEA

-Interações com o processo produtivo

40h

SUB-TOTAL

240h

(418h)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Gestão Ambiental

Para saber implantar e realizar a gestão das questões ambientais, o técnico deve saber as relações da ISO14001 com a Qualidade. Assim como entender a posição da empresa quanto aos riscos ambientais. Para isto o princípio é conhecer e entender a norma ISO14001.

- Aplicação da norma ISO14001

- Ambiente global e ambiental

- Modelos de implantação integrados.

- Riscos Ambientais – PPRA(Segurança)

- Casos reais na relação entre ISO9001 e ISO14001

36h

Ferramentas da

Qualidade II

Dando continuidade ás ferramentas da qualidade I, essas são direcionadas à automotiva e servirão aos técnicos da qualidade compreenderem a ISO/TS16949 e saber sua complexidade com as ferramentas da qualidade

- DMAIC

- FTA

-Automotivas (APQP/PAPP/8D/BPF)

- Revisão sobre Ishikawa e PDCA (6M, Meticulosidade, 5 Porquês, 5W2H)

 

40h

Sistema da Qualidade

O sistema de gestão integrada ou SGI, para o técnico da qualidade é entendido a partir do momento que consegue entender a ISO9001 e ISO14001 em completa relação. A partir deste momento a Segurança do Trabalho poderá também interagir.

- Gestão Integrada da Qualidade com a Gestão Ambiental e Segurança

- Implantação das documentações.

- Legislação de proteção ao meio ambiente, confrontando sistemas já instalados com as exigências legais.

-Modelos de implantação de SGI (casos reais)

36h

Inglês Técnico

É comum ao técnico da qualidade ouvir e ler termos da língua inglesa que afetam ou envolvem suas atividades. Compreender neste caminho as condições do idioma inglês, sendo somente técnico e despertando no aluno o interesse em continuar os estudos da língua em questão em curso avançado com mais horas aula.

-Entender termos da Qualidade como Total Control Quality ou TQM Total Quality Manutenence ou FMEA Faillure Module Efect Analysis

 -Pronúncia Correta dos termos da logística

-Verbos To be

36h

Controle Estatístico de Processo

O aluno descobrirá a prevenção do processo produtivo através do controle e comando da produção por técnicas como carta de controle, pareto e CP e CPk.

- Unidades de Negócio (Indicadores de desempenho)

- Carta de Controle

- Pareto

-Limite superior de especificação; limite inferior e nominal

- Desvio padrão

-Cp e Cpk

40h

Gestão da Qualidade

Sistema da Qualidade é gerido pela condição das normas ISO e Gestão da Qualidade é a condição em comandar a empresa através das demais ferramentas disponíveis nos departamentos marginais. Numa visão holística e dependente dos demais setores, como uma atividade multidisciplinar.

- Kaizen

-CCQ

-Grupos da Qualidade

-Contabilidade Gerencial (EVA)

-TOC/Recurso Gargalo e Não Gargalo

-Relação com Assistência Técnica

-Craftsmanship (automotiva)

40h

Qualidade e Produtividade

Os custos da qualidade, assim como os custos da não qualidade são importantes para entender o quanto a qualidade tem o processo em suas mãos. Quando o técnico da qualidade comandar essa questão ele dará um passo importante rumo ao Seis Sigma. Qualidade e produtividade devem andar juntos, porém o técnico da qualidade compreenderá a relação de produção, ferramentas da qualidade, equipe multidisciplinar e custos relacionados à produção/qualidade.

-Custos da Não Qualidade

-Custos de prevenção

-Custos de avaliação

-Custos de falhas internas

-Custos de falhas externas

-Relação da ISO9001 e ISO14001 com os Custos da Não Qualidade

36h

SUB-TOTAL

264h

(682h)

 

 

 

 

 

 

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Gestão de Pessoas

Um técnico da qualidade, acima de tudo deve saber entender a relação humana como fundamental para o bom andamento de transferência de responsabilidade e sem este conhecimento todas as possibilidades em manter através do bom e relativo controle da gestão da inteligência das pessoas, fica comprometido se acaso o técnico não possuir tal conhecimento e habilidade.

-Temperamentos

-Diferenças de personalidade

-A pirâmide de Maslow

-Questões de Negociação com clientes e fornecedores, estabelecendo relações de parceria com estes, visando otimizar a performance da cadeia logística como um todo.

- Processos de: recrutamento e seleção de pessoal, treinamento e desenvolvimento, integração, avaliação de desempenho, rotinas de pessoal, plano de cargos e salários e benefícios para oferecer subsídios às atividades do ciclo de pessoal (Admissão, Folha de Pagamento, Rescisão de Contrato de Trabalho) e Legislação pertinente: Previdenciária, Trabalhista ou Tributária.

36h

Seis Sigma

O controle de processo estatístico proporciona uma avanço nas condições preventivas sobre o processo produtivo e isto o técnico deve entender e observar junto ao seu estilo próprio de agir e atuar

- Gráficos de controle

- Campeões

- Green belt

- Black belt.

- CP e Cpk.

-Programas Avançados de Conttrole estatístico

40h

Liderança

Não basta ao técnico da qualidade saber e entender as relações técnicas de sua função, se acaso não sabe como utilizar através de sua liderança, seja em uma reunião ou atuação dentro de uma auditoria ou afirmando uma ação corretiva junto à produção

-Conhecendo a Equipe

-Perfil do Líder

-Liderança e poder

-Estilos de Liderança

-Empowerment

 

Obs: essa matéria deve ser direcionada para comando de equipes numa atmosfera brianstorming

36h

Noções de Informática

É importante ao técnico da qualidade entender e compreender softwares do campo da Informática como Excel ou MSproject para auxiliar suas atividades.

-Planilha eletrônica de Excel

-Funções

-Tabelas

-Link

-Somas e operações

-Noções de MS-project

-Relatórios relacionados aos softwares acima

60h

SUB-TOTAL

172h

(854h)

TOTAL

Estágio: 300h

1154h

 


Curso Extra-Curricular:

D     isciplina           

Ementa

Conteúdo

C.H

Análise Química Laboratorial para Controle de Qualidade

É de fundamental importância que o Técnico em Qualidade, além do domínio da Gestão do Sistema da Qualidade que entenda as formas de aprovação das Análises Químicas de Controle de Qualidade

  1. Normas de Segurança em laboratório
  2. Controle de Qualidade Química
  3. Quimica Geral
  4. Eletroquímica
  5. Galvanoplastia
  6. Polímeros
  7. Preparo de Soluções – Prática
  8. Metrologia Analítica - Prática
  9. Testes e Ensaios em Laboratórios
  10. Química Analítica Qualitativa/ Quantitativa
  11. Metodologia Científica

9h

36h

36h

15h

36h

36h

30h

30h

24h

24h

 

24h

300h



Logística

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Introdução à Logística

Analisar e entender os termos da origem da Logística e como está difundida em todo nosso comércio e indústria. Modelos e aplicação.

-Estudo sobre Alexandre “O grande” – relação logística

-Slide sobre Introdução à Logística (ramos de atuação)

-Origens e Ascenção da Logística – Mundial e Brasil

-Condições viárias da Bahia:SUDIC;PeltBahia;TERCAM

-Dicionário de Logística

26h

Inglês Técnico

É comum ao Técnico em Logística ouvir e ler termos da língua inglesa que afetam ou envolvem suas atividades. Compreender neste caminho as condições do idioma inglês, sendo somente técnico e despertando no aluno o interesse em continuar os estudos da língua em questão em curso avançado com mais horas aula.

-Tomar como Base o dicionário de Logística e explicar os termos como: Supply Chain, Milk Run, Bakflushing, Flow Rack, Drive In e Drive Trought, First In First Out, Buck Full Container, Draw Back, Cost Insurance Freight, Free On Bord, etc…

-Pronúncia Correta dos termos da logística

-Verbos To be

36h

Administração Marketing

Entender que a logística depende da área de Vendas e Divulgação de seu produto e que a cada dia mais esta área deve compreender a forma de se fazer logística. Desta forma poderão difundir melhor e vender seus produtos(serviços).

Relação: valor/benefício/custo

-Mercado consumidor e demanda do produto

-Formas de propaganda, promoção e publicidade

-Agregar valor ao cliente

-Marketing e as trocas (cadeia de abastecimento)

-Macroambiente e microambiente (sistema de localização)

-Estudo de casos reais

-Os 4 A´s

-Crescimento Intensivo, integrado e diversificado

36h

Logística Integrada

A condução e integração da logística em todos os canais de comunicação e gerenciamento das rotinas de trabalho, deve ser compreendida pelo Técnico em Logística. Entender a relação logística e cadeia de abastecimento.

Identificação e relação dos processos: administração de materiais, compras, estocagem e distribuição física.

- Correlação da lista de materiais com o plano de produção.

-Processo de pedidos com base nas necessidades de compras, utilizando conceitos de lote econômico, material estratégico ou estoque técnico.

- Controle de um armazém ou central de distribuição

-Caso real

-Processo de internação e armazenamento de materiais de acordo com as normas da organização.

35h

Economia e Contabilidade

A economia movimenta a logística, sendo a base de sustentação para gerenciar e cadeia de abastecimento. A globalização, gerando a Economia deve ser compreendida pelo Técnico em Logística. Os conceitos e atividade de contabilidade são agregados ao da economia quando compreendido a relação com as emissões de notas fiscais e custos logísticos.

Calculo dos custos diretos, indiretos, fixos e  variáveis.

- Formação de preços e economias.

- Custos industriais, comerciais e de serviços.

-Movimentos tributários e processos de recolhimento

-Regimes de isenção, imunidade e redução de impostos.

-Pesquisa econômica e de mercado.

-Informações quantitativas e financeiras sobre o desempenho do mercado, produtos, custos e demais dados, visando a apoiar o processo de estudos mercadológicos e econômicos.

40h

Matemática

Trabalhar com os conceitos básicos da matemática. Reconhecer as fórmulas, formulações de  porcentagem, equações de 2º grau, MMC e demais regras, trigonometria, geometria analítica e noções de estatística.

As Quatro Operações Fundamentais

-Números Decimais

-Números Relativos

-Frações Ordinárias

-Potenciação

-Radiciação

-Operações Algébricas

-Equações do Primeiro Grau e do Segundo Grau

-Inequações do Primeiro Grau

-Proporcionalidade (casos reais de inventário)

 

Obs: A matemática da logística é voltada à lógica e não a aplicação da estatística somente.

50h

Metodologia do Projeto

O aluno irá entender como realizar o seu projeto e todas as metodologias adequadas a  conclusão de seu curso.

-Diagnóstico

- Estruturação

- Execução / Apresentação do Projeto

- Apreciação / Avaliação

 

 

21h[1]

 

SUB-TOTAL

223h

 

 

 

 

 

 

 

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Armazenamento

Aplicar os principais conceitos relacionados à função Gestão da Armazenagem, incluindo a organização de almoxarifados e aspectos ligados à movimentação e manuseio de materiais.

NR11 e NR26

- Regras de Manuseio e 30 perguntas

- Drive In / Drive Trought / FIFO / UEPS

-Auditoria de Estoques (metragem cúbica, vãos, inventário)

-Condições de Armazenamento para os diversos materiais

-Fracionado ou Cross Docking

-Grãos e Perecíveis

-Líquidos Inflamáveis

-Gasosos Inflamáveis

- Endereçamentos (fazer relação com inventários)

-Introdução aos equipamentos: esterras, empilhadeiras,etc...

40h

Inventário

Compreender as relações de inventário anual, cíclico e pontual. Sua importância para a Gestão e Movimentação de materiais. Além de identificar os meios de correção dos estoques e relação com as ferramentas da qualidade.

Importância do Inventário ao PCP e PCM e Contabilidade

-Modelos de inventários: cíclico, pontual e anual.

-Como escolher uma equipe de inventário: conceitos de matemática, conhecer as peças, acertividade, objejtividade e trabalho em equipe.

-Técnicas de inventários de materiais.

-Equipamentos para Inventário (balanças, informática, code bar, etc...)

21h

Gestão Empresarial

Através da ótica de Taylor, Maslow e Fayol, assim como outros gestores de empresas, como a Qualidade enquada-se no contexto moderno. Atentando nas práticas de administração e custos que marginam a gestão empresarial.

-Diferenças entre Fayol e Taylor

-Caso real  de Obejtivo da empresa: a Protec será o banco e a equipe fará a gestão empresarial

-Missão, visão e objetivos.

-Planejamento (estratégico, tático e operacional) e seus inter-relacionamentos.

-Funcionamento e o inter-relacionamento das várias áreas das organizações: Recursos Humanos, Marketing, Produção, Patrimônio e Seguros

36h

Custo Logístico

As ações logísticas desempenham papel importante dentro da contabilidade de uma empresa, o técnico em logística saberá identificar os custos referentes a estes processos, analisando e otimizando o processo de gestão e movimentação de materiais

Frete e seguros - CIF

-EVA valor agregado do produto

-Caso Real de Cálculos contábeis nas ações logísticas de um armazém

-Custos relacionados à produção e logística

40h

Gestão de Pessoas

Um técnico em logística, acima de tudo deve saber entender a relação humana como fundamental para o bom andamento de transferência de responsabilidade e sem este conhecimento todas as possibilidades em manter através do bom e relativo controle da gestão da inteligência das pessoas, fica comprometido se acaso o técnico não possuir tal conhecimento e habilidade.

-Temperamentos

-Diferenças de personalidade

-A pirâmide de Maslow

-Questões de Negociação com clientes e fornecedores, estabelecendo relações de parceria com estes, visando otimizar a performance da cadeia logística como um todo.

- Processos de: recrutamento e seleção de pessoal, treinamento e desenvolvimento, integração, avaliação de desempenho, rotinas de pessoal, plano de cargos e salários e benefícios para oferecer subsídios às atividades do ciclo de pessoal (Admissão, Folha de Pagamento, Rescisão de Contrato de Trabalho) e Legislação pertinente: Previdenciária, Trabalhista ou Tributária.

36h

Administração de

 Produção I

Partindo do princípio de administração e logística de produção interna, as relações de comando e controle de produção como PCP,o técnico em Logística não deve ficar perdido ou alheio aos movimentos restritivos e gargalos da produção

ERP – enterprise resource planning

-Objetivos e desafios do Planejamento Estratégico: longo., médio e curto prazo

- MRP I : Planejamento da produção ou da operação quanto a quantidades e períodos.

- Casos reais de Controle de Produção para avaliar os resultados das atividades referentes aos procedimentos do ciclo de produção.

- Identificar modelos de lay-out de produção e aplicar técnicas de ocupação racional e harmônica de máquinas, materiais e equipe de trabalho.

-Cronoanálise

-MRP II

-Introdução à Teoria das Restrições e Recurso Gargalo e Não Gargalo (filme sobre Kanban e Meta)

- MRP III

- TPM - Plano de manutenção preventiva.

 

50h

SUB-TOTAL

223h

(446h)

 

 

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Logística Internacional

As condições da globalização e situações de nossos portos nacionais e internacionais, devem ser compreendidos como parte da logística de movimentação dos materiais, sendo extendida à logística portuária.

Condições do Mercado Globalizado (mercados comuns)

-Bloqueios e barreiras internacionais

-Relembrar as condições da Logística Portuária Nacional

-Áreas alfandegadas e aduaneiras

-Despachos aduaneiros e Desembaraço

-Draw Back, etc...

-Porto Seco e Armazenamento no Porto

-Regime de Cabotagem nacional

40h

Administração da

 Produção II

A relação de ERP – enterprise resource planning, com os MRP´s manufature resource planning, deve ser compreendida em seus níveis I, II e III. Assim como deve ser entendido os recursos gargalo e não gargalo, assim como entender e aplicar a teoria das restrições para provocar a manufatura enxuta.

Supply Chain.

-Cadeia logística

-Casos reais de Controle de Administração de Produção (MRP I, II e III)

-Aplicar casos práticos de mapeamento de produção, com base nas ferramentas logísticas e de controle de manufatura.

 

50h

Técnicas de Gestão de Estoque (JIT e Kanban)

O sequenciamento dos pedidos e materiais dependem dos processos Just In Time e Kanban, assim como entender a Gestão de Estoque relativo às demandas e consumo pela Linha de Produção ou Distribuição. A rapidez das informações e relação com estoques de segurança e pulmão devem ser compreendidos.

Toyotismo

-Just In Time

-Kanban Eletrônico (sequenciamento FORD)

-Kanban por Cartão (score card)

-Simulação entre Células de manufatura e Linhas de Produção

-Casos reais de controle e gestão de estoque e de produção

-Estoque de segurança, mínimo, máximo e pulmão.

36h

Embalagens e Contenedores

O relacionamento com JIT e Kanban, deve ser praticado e execução das embalagens e contenedores adequados. Para isto o Técnico em Logística deve compreender assim como saber praticar a devida utilização dos mesmos

Medidas Cúbicas e Quadradas

-Container´s da Logística Portuária e de Produção

-Parametrização e configuração do Kanban: demanda, contêiner, distância e controle JIT

-Sistema de aprovação das embalagens

30h

Patrimônio e Seguros

A empresa possui bens que podem ser administrados e segurados. Quando ocorre um sinistro decorrido de acidente, roubo ou desuso, as questões devem ser tratadas conforme a legislação e acordos em contrato. O Técnico em Logística deve compreender as questões de seguradora, sinistros e patrimônio, amplamente ligado ás situações de contabilidade da empresa.

Relação entre Contabilidade e Patrimônio/Seguros

- Estrutura orçamentária da área de Patrimônio e Seguros

- Mercado de corretoras e seguradoras

-Relatório sobre a ocorrência de sinistros e reclamações contra seguradoras.

24h

Segurança do Trabalho

A segurança do trabalho é condicionada aos aspectos de ergonomia e movimentação de materiais, sendo possível ao Técnico em Logística entender as NR´s relacionadas a função logística.

Segurança do Trabalho e Logística

-NR16 e NR17: questões ergonômicas e relações de distãncia e força exercida

-Relembrar  NR11 e NR26

-CIPA: NR4 e NR5

36h

SUB-TOTAL

216h

(662h)

 

 

 

 

 

 

  

Disciplina

Ementa

Conteúdo

C.H

Gestão de Transporte

Em todo processo de roteirização e planejamento dos processos de distribuição dos materiais, sendo a logística externa de entrega, o aluno compreenderá as relações com o fornecedor e seu lead time. Além de saber compreender e fazer o acompanhamento da manutenção dos equipamentos e veículos.

Controle de Tráfego

-Terceirização de transporte (milk run)

- Gestão de frotas e equipamentos(depreciação)

-Gestão de Motoristas

- Estratégias e canais de distribuição

-Técnicas de “cross docking”.

-Softwares de Gestão de transporte

-Casos reais de Gestão de Transporte

40h

Noções de Informática

O aluno de Técnico em Logística deve compreender a importância da informática dentro de suas atividades modernas e relação com a logística integrada, além de fazer relatórios e projetos relacionas com a gestão e movimentação de materiais, assim como gerar a rotina da cadeia de abastecimento.

Planilha eletrônica de Excel

-Funções

-Tabelas

-Link

-Somas e operações

-Noções de MS-project

-Relatórios relacionados aos softwares acima

40h

Organização e Métodos – O&M

Analisar e diagnosticar qualquer uma das funções ligadas à gestão da logística integrada e elaborar um plano de melhorias. Organizar os espaços físicos, instalações e equipamentos destinados ao recebimento de materiais, de acordo com as normas internas da organização.

Meios de melhoria dos meios logísticos

-Lay-outs de fábrica

-Fluxogramas de processo

-Processo produtivo e métodos adequados

-Retornar aos conceitos de Recurso gargalo e Não Gargalo + Teoria das Restrições

36h

Instrumentos de Auxílio Logístico

Os diversos tipos de equipamentos de auxílio logístico deve ser compreendido pelo Técnico em Logística, sabendo compreender desde a áreas de armazenamento, recebimento, descarregamento, carregamento, movimentação e transporte.

-Instrumentos logísticos: pontes, rampas, empilhadeiras de pequeno porte, médio e alto, talha, porta palete, reach stacker, guincho, munck, carrossel, etc...

-Armazém vertical ou horizontal

36h

Sistema da Qualidade

O aluno de Técnico em Logística deverá saber utilizar as ferramentas da qualidade para soluções de problemas e ser treinado para ser um Auditor Interno da Qualidade.

Origens dos conceitos da Qualidade

-Gurus da Qualidade

-Ferramentas da qualidade, como: 6M, Ishikawa e meticulosidade.

-Auditoria interna da Qualidade ISO9001:2008

-Solução de problemas e casos reais

40h

SUB-TOTAL

192h

(854h)

ESTÁGIO

300h

TOTAL

1154h


[1] Não considerado como Carga Horária para o Curso



Técnico em Petróleo e Gás

1224h teóricas e 400 estágio prático


        
Introdução a Física Aplicada    Calor e temperatura; pressão e vazão; primeira lei da termodinâmica; entropia; ciclo de Carnot; diagrama de fases; gases ideais e reais; entalpia; tipos de escoamento; equação de Bernoulli; perda de carga; processos de transferência; condução; convecção e radiciação.    Conhecer os elementos introdutórios para as demais disciplinas tecnológicas, bem como os princípios físicos que regem algumas das operações unitárias envolvidas nos processos das indústrias petroquímicas. Entender temas que envolvem os fenômenos de transporte.


Química Geral     GERAL PARTE I: Teoria Atômica e Estequiometria. Estrutura Eletrônica. Tabela Periódica. Ligação Química. Gases, Sólidos e Líquidos. Soluções, Introdução às reações de oxi-redução. GERAL PARTE II (Experimental): Operações Básicas: medidas de massa, volume,    Familiarizar o aluno com os equipamentos gerais de um laboratório de química; normas de segurança de um laboratório químico; manusear adequadamente vários utensílios do laboratório; aprender as técnicas elementares de laboratório; confeccionar e interpretar relatórios de análise.


Matemática Aplicada     As Quatro Operações Fundamentais: Números Decimais; Números Relativos; Frações Ordinárias; Potenciação; Radiciação; Operações Algébricas; Equações do Primeiro Grau e do Segundo Grau; Inequações do Primeiro Grau; Proporcionalidade; Relações Trigonométricas.     Trabalhar com os conceitos básicos da matemática. Reconhecer as fórmulas, formulações de porcentagem, equações de 2º grau, MMC e demais regras, trigonometria, geometria analítica e noções de estatística.


Informática:MsProject    Apresentação dos componentes de um computador e periféricos; introdução a sistemas operacionais; Pacote Microsoft Office (operações com arquivos e janelas). Ensino do Software MsProject, que serve para planejamento de Projetos.    Possibilitar o uso da informática no desenvolvimento de atividades de pesquisa, análise de dados, apresentação de Projetos e comunicação entre profissionais e estudantes. Além de ser a preparação para entender e aplicar AutoCad


Gestão da Inteligência das Pessoas    Ética: inscrição na linguagem. Distinção: ethos (eqoV) e doxa (doxa). Ética: a insituição discursiva e a validação. Ética: a verdade (alhqeia). Ética e o espírito das leis. Ética e profissões: os códigos. Ética da finalidade. Ética dos efeitos.     Introduzir os alunos aos princípios da ética e buscar de justificativas para as regras propostas pela Moral e pelo Direito.


Geopolítica de Petróleo    A indústria do petróleo no cenário internacional – Histórico. Destaques históricos. O papel do petróleo na economia nacional e internacional. Evolução de preços. Países produtores. A estrutura da indústria de petróleo no mundo. Aspectos políticos e sociais    Proporcionar aos participantes um embasamento e nivelamento sobre a Indústria do Petróleo no mundo e no Brasil. Apresentar o mercado de petróleo no mundo e a participação do Brasil. Trabalhar as noções sobre exploração, produção, transporte, refino, comercialização e distribuição.


Laboratório - I    Atividades de pesquisa científica em laboratórios com orientação de professores ligados ao curso.    Fazer com que o aluno tenha condições de realizar pesquisas e consolidar toda informação teórica adquirida.


Polímeros Derivados do Petróleo    Origem dos plásticos, conceito de macromolécula; termoplásticos; termorrígidos; estrutura, característica e aplicações dos principais polímeros; compósitos e misturas físicas; reciclagem primária e secundária; reciclagem química e energética.  Compreender, de maneira genérica e ampla, a matéria de polímeros nos seus variados aspectos tecnológicos levando em consideração classificação, métodos de avaliação de características e determinação de propriedades.

Química Orgânica (Parte 2)    Estrutura dos compostos orgânicos. Efeitos eletrônicos. Propriedades físicas e químicas dos compostos orgânicos. Isomeria. Estudo da estrutura, mecanismo e reatividades. Hidrocarbonetos alifáticos, alicíclicos e aromáticos; compostos oxigenados, nitrogena.    Introduzir os conceitos, teórico-práticos fundamentais da Química Orgânica, por meio do estudo da estrutura, análise, síntese e reatividade das principais funções orgânicas. Aplicar técnicas de laboratório adequadas a identificar compostos orgânicos.

Introdução aos Materiais    Estruturas, propriedades e aplicações dos materiais metálicos (ferro, cobre e alumínio); ensaios de dureza e tração, noções de conformação (fundição, aciaria, laminação, trefilação, forjamento e extrusão), técnicas de uniões e juntas (soldas e parafusos).    Habilitar a avaliar estruturas, propriedades e aplicações dos materiais bem como ensaios de dureza e tração. Terar noções de conformação e técnicas de uniões e juntas e conhecimentos dos tipos de aços.

Higiene do trabalho - HST    Ferimentos; hemorragia; asfixia; afogamentos; estado de choque; choque elétrico; picada de animais peçonhentos; desmaios; respiração cárdio-respiratória; convulsão; envenenamento; fraturas; intoxicação; parada cardíaca; queimaduras e higiene pessoal.     Identificar as obrigações legais inerentes à higiene e segurança no trabalho; Identificar as competências e principais funções dos técnicos de higiene e segurança nas empresas; Identificar e adaptar comportamentos de segurança.

Desenho Técnico    Noções de desenho geométrico; projeções ortogonais; quotagem; cortes e seções.    Desenvolver no aluno a capacidade de ler e executar desenhos técnicos e de engenharia com ênfase no desenvolvimento da visualização espacial. Proporcionar conhecimentos práticos sobre o método de concepção e as normas que regem o desenho técnico.
Informática: Autocad    Apresentação dos software de Desenho Assistido por Computador - AUTOCAD    Possibilitar o uso de AutoCad para desenhos de estruturas e lay-outs de áreas.

Equipamentos e Máquinas    Principais instrumentos de medição; energia e suas formas; máquinas de fluxo e de deslocamento positivo; ciclos térmicos; noções de controle; Estruturas. Sistemas discretos. Sistemas contínuos. Problemas unidimensionais. Problemas bidimensionais    Desenvolver no aluno a capacitação técnica para avaliar e operar equipamentos da indústria petroquímica.

Qualidade    Evolução e Conceitos. Os “Gurus” da Qualidade. As Sete Ferramentas Tradicionais. A Resolução de Problemas e as Novas Ferramentas da Qualidade. Brainstorming. Círculos da Qualidade. A Evolução dos Referenciais Normativos. Implementação de um Sistema da Qualidade.    Proporcionar ao aluno o conhecimento de alguns conceitos da Qualidade assim como potenciá-lo de ferramentas que o ajudem na implementação de sistemas de Gestão da Qualidade.
Estatística    Estatística aplicada ao processo produtivo, como ferramenta preventiva.     Identificar dentro do processo, com auxílio da estatística, tendências negativas do produto. Para isto utilizar, Seis Sigma e Controle Estatístico de Processo e cálculos Cp e Cpk

Metrologia     Dimensão da Metrologia dentro de uma empresa e compreensão das diferenças entre calibração, verificação, ensaios, inspeções, equipamentos de medição, metalografia e demais ramos da atividade    Proporcionar a seus alunos uma visão abrangente da área de ensaios até a área dimensional, fazendo compreender a estatística e controle do processo através dos equipamentos de medição

Técnicas de Produção  Introdução. Noções de PCP (Função, Controle de Estoques, Os produtos, Planejamento do processo produtivo, Plano de produção e emissão de ordens e Sistemas de produtos). Noções da Filosofia JIT/JIC, ZERO Inventário. Noções de MRP, MRP II, KANBAN.    Capacitar o aluno a analisar a maneira pela qual as organizações produzem bens e serviços, dando uma visão geral da função e nas técnicas de Planejamento e Controle da Produção.

Corrosão    Fundamentos de corrosão. Tipos de corrosão. Preparação das superfícies. Proteção das superfícies contra corrosão. Corrosão de metais ferrosos. Corrosão em dutos.    Preparar o aluno quanto aos aspectos corrosivos e protetores ligados a Indústria Petrolífera e Petroquímica. Habilitar o estudante a identificar as formas de corrosão e a propor alternativas que possibilitem maior tempo de vida e melhor desempenho dos equipamentos e tubulações.

Tubulações Industriais    Introdução; definições tubos e acessórios; fabricação; aplicações das tubulações; meios de ligação; materiais, especificações com exemplos de instalações; válvulas industriais e demais acessórias; cálculo do diâmetro de um sistema de bombeamento.    Habilitar o aluno a projetar redes de tubulações industriais para sistemas fluidos líquidos e gasosos, especificar seus componentes e desenvolver cálculos de flexibilidade em redes aquecidas a partir do processo termofluidodinâmico requerido.

Operações Unitárias     Noção de Operação Unitária e Processo Unitário. Transferência de Massa.Preparação das matérias primas.Mistura e agitação.Redução do tamanho de partículas.Sedimentação.Centrifugação.Filtração.Extração.Transferência de calor.Evaporação.Secagem e desidratação    Compreender e aprender as várias operações unitárias utilizadas na indústria alimentar. Desenvolver capacidades que permitam compará-las e escolher a melhor maneira de processar determinados produtos, de acordo com as vantagens e desvantagens próprias de cada processo.

Laboratório - II Análise de Combustíveis (Experimental)    
Normas de segurança no Laboratório. Análise de álcool etílico hidratado (determinação da porcentagem de álcool por densidade, determinação do pH, determinação da condutividade elétrica); analise de gasolina automotiva (determinação do teor de álcool etílico).   Familiarizar o aluno com os equipamentos gerais de um laboratório de química, operações simples e aplicações práticas de conceitos já conhecidos como, análise volumétrica - Acidimetria e Alcalimetria; Destilação de combustíveis líquidos derivados do petróleo.

Equipamentos Elétricos    Tensão; corrente elétrica; resistência; potência  (ativa reativa e aparente); indutância; capacitância; corrente contínua e alternada; princípios de eletromagnetismo; circuitos trifásicos, equipamentos elétricos.    Capacitar o aluno na área industrial no setor elétrico, aprimorar os conhecimentos com relação à gestão industrial e buscar uma melhoria de desempenho na utilização de equipamentos elétricos e uma maior qualidade no tratamento e utilização da energia elétrica.

Produção de Petróleo    Intervenções em poços; principais componentes da coluna de produção, equipamentos de superfície, mecanismos de produção e mecanismos de recuperação, estimativas de reservas, parâmetros de medição.    Demonstrar ao aluno as técnicas de identificação de reservas de óleo comercialmente viáveis. Situação das reservas brasileiras. Extração.


 Meio Ambiente    Introdução à ecologia, biodiversidades, impactos ambientais associados à indústria do petróleo, controle de acidentes, aquecimento global, tecnologia limpa.    Conscientizar e proporcionar ao aluno conhecimentos sobre a necessidade de preservação do meio ambiente, os ecossistemas e suas relações, como depredação e parasitismo, a regulação dinâmica das espécies, sua importância para o equilíbrio do ecossistema.

Tratamento de Água e  Efluentes na Indústria do Petróleo    Desenvolvimento sustentado; sistemas de tratamento de água para uso em atividades industriais, poluição de águas,  procedimento geral para o controle de poluição das águas; resíduos gasosos e líquidos, tratamento de efluentes de usinas de reciclagem.    Desenvolver no aluno a consciência para atender as necessidades dos processos industriais químicas e petroquímicas no tratamento de água; e, em tratamento de efluentes, implantação de sistemas para o atendimento das normas reguladoras vigentes.

Manutenção industrial     Manutenção e rentabilidade, terminologia, objetivos, planejamento e organização na manutenção industrial, execução, técnicas e aspectos de segurança na manutenção.     Habilitar o aluno a realizar planejamentos de Manutenção. Avaliar fatores causadores de danos e saber reduzí-las. Avaliar a viabilidade de recuperação de peças danificadas. Detectar Falhas de Equipamentos.

Instrumentação e Controle    Simbologia, instrumentos de medição (pressão, volume vazão, nível e temperatura) instrumentos analíticos e processo (pH, condutividade, oxigênio), controle automático, válvulas de corrente, Instrumentação Eletrônica.    Proporcionar a seus alunos uma visão especializada e multidisciplinar na respectiva área, com formação e treinamento voltados a problemas práticos, garantindo um melhor retorno sobre o investimento na capacitação profissional, buscando uma maior produtividade.

Processos de Refino     Esquemas de refino, tipos de processos, destilação, craqueamento catalítico, reforma catalítica, alquilação catalítica, hidrocraqueamento, extração e industrialização do xisto.     Proporcionar o conhecimento dos processos de refinação, bem como as suas técnicas. Frações que originam os derivados do petróleo.
Produção de Etanol     Mostrar novas perspectivas de mercado devem ser abordados dentro do curso técnico, sendo concedido ao aluno o conhecimento básico da nova    Mostrar ao aluno a importância do combustível alternativo dentro do Brasil e regiões de avanço  relativo à produção  de Álcool.

Processos Petroquímicos I
Propriedades dos produtos químicos e petroquímicos. Principais operações envolvidas e seus equipamentos. Processos químicos: balanços de massa e energia. Interligações das etapas e suas variáveis de projeto, operação e controle.
Proporcionar conhecimentos básicos das tecnologias utilizadas nos principais processos petroquímicos que estão a jusante das refinarias. Identificar as propriedades físicas e químicas do petróleo e produtos petrolíferos que são obtidos nas diversas fases.

Unidade de Processamento de Gás Natural    Indústria do Gás natural. Fases produtivas. Logística do Gás Natural. Cenários de evolução da demanda energética do Brasil. Regulação na indústria do gás natural. Considerações ambientais.     Apresentar ao aluno fundamentos das diversas fases produtivas sobre este combustível, desde a sua extração até sua comercialização, envolvendo produção, condicionamento, compreensão, transporte, medição e processamento primário.

Comércio e distribuição de petróleo e gás natural    Principais produtos e sua distribuição. O papel das distribuidoras. O papel dos  misturadores. Principais distribuidoras. Logística da distribuição e postos de serviço. Modais de transporte. Importação de derivados. O papel do álcool anidro e do hidratado como energéticos. Formação de preços e análise de impostos, taxas e subsídios   Mostrar ao aluno a logística da organização do fluxo dos materiais  envolvidos, desde a exploração até o cliente final.

Estágio Supervisionado    Realização de estágio supervisionado em indústrias Petroquímicas Elaboração de relatório de atividades contextualizando o ambiente mercadológico do empreendimento do estágio.     Contextualizar o ambiente industrial através da vivência e das experiências adquiridas durante o estágio. Fazer uma análise crítica de todas as áreas da empresa.




PROPOSTA PARA O CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO:

DISCIPLINAS:

1-FUNDAMENTOS DA SEGURANÇA DO TRABALHO
2-LEGISLAÇÃO TRABALHISTA
3-CIPA
4-PPRA
5-PCMSO & PCMAT
6-ERGONOMIA
7-PERICULOSIDADE E INSALUBRIDADE
8-AMBIENTE CONFINADO
9-TRABALHO EM ALTURA
10-GESTÃO AMBIENTAL
11-OHSAS HIGIÊNE OCUPACIONAL
12-NR10 ELÉTRICA
13- VASOS, CALDEIRAS E MÁQUINAS NR12 & NR13
14 - PRIMEIROS SOCORROS E COMBATE à INCÊNDIOS
15- SEGURANÇA EM TRABALHOS PORTUÁRIOS
16- EPI´S E EPC´S
17- NORMAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO
18 - SISTEMA DA QUALIDADE
19- METODOLOGIA DO PROJETO - TCC


 
Exclusividade Nacional: Curso Técnico de Nível Médio em Qualidade com Ênfase em Química (CRQ).
  Site Map